top of page

RUÍNAS DE PETRA - 7 NOVAS MARAVILHAS DO MUNDO

Atualizado: 21 de jul. de 2021


Como chegar em Petra

Petra se encontra na Jordânia. A Jordânia pelo que já pesquisei e ouvi falar é maravilhosa, mas eu só consegui visitar Petra nessa viagem, portanto vamos focar nesse tour e em todos os ângulos desse lugar incrível.


Como Chegar?

Jordania blog de viagem

Não cheguei apenas à cavalo, mas fez parte da jornada. Sai de Israel atravessando para a Jordânia por EILAT, a única fronteira que não tem taxa para sair do país, uma ótima opção já que só a entrada custou 500 reais por pessoa para um dia (em 2018). A travessia é feita à pé, foi uma experiência interessante, com muitos de militares armados, um clima tenso atípico.

Entramos por Aqaba, Jordânia, e de lá para Petra são 2 horas de viagem. Contratamos uma van na hora para esse tour, mas sugiro já ir com o transporte fechado para evitar estresse. Como fomos para passar apenas 1 noite, conhecemos apenas as ruínas, mas acho interessante dormir pelo menos uma noite em Petra, para conhecer tudo com calma. Passamos o dia lá e fomos dormir no deserto de Wadi Rum, duas horas de viagem, voltando em direção à fronteira novamente. Recomendo muito também.



Tenho um post completo

aqui sobre a experiência bubble hotel, no deserto Wadi Rum





Chegando na entrada das ruínas ainda é preciso caminhar bastante para chegar nos famosos túmulos, cerca de 1,5Km. Dá pra fazer uma parte à cavalo ou charrete, mas a não ser que você esteja querendo de gastar muito, vai andando. O dinheiro deles vale 6 vezes o real, tudo é extremamente caro! O transporte de cavalo é até mais barato, você só da uma gorjeta de 2 Dinars, que já são 12 reais por cavalo. As charretes estavam cobrando 60 dinars, por 10 min, bem caro. Então minha melhor dica é, vá financeiramente muito preparado.


Para fazer a foto de cima dessa ruína principal é preciso contratar um guia, que se paga em média 5 dinars, 30 reais, e subir por uma trilha bem difícil, como uma escalaminhada de muitas pedras. Recomendo ir com um sapato apropriado, cheguei até a cortar o dedão do pé nessa trilha.


Photography Petra

Fizemos 3 horas de fotos incríveis, mas eu ficaria o dia inteiro facilmente se tivesse tempo. São tantos ângulos e cantinhos altamente fotogênicos. Estava um calor de 40 graus quando fui (começo de Setembro), por isso também não consegui andar para os outros templos. Então outra super dica é ir na meia estação, de Outubro à Dezembro por exemplo, assim dá pra encarar a caminhada e conhecer tudo.


Fotografia à fundo

Todas essas fotos eu fiz com celular, geralmente levo minha câmera, mas dessa vez fui com uma amiga que é fotografa e tem uma câmera mara, eu só não sabia que para lugares tão amplos a lente dela não era ideal. Enfim, achei que rolou super com o iPhone X, o tratamento que fiz no lightroom deixou as fotos bem do jeitinho que gosto. São lugares com muito sombra, então aumentei a exposição e equilibrei realce e sombras, um pouco de nitidez, equilíbrio de cores, tom de pele e temos um resultado até bem profissa! É sempre bom analisar o destino antes de ir, para saber como vão se feitas as fotos e videos, detalhes podem fazer a diferença.


Confira o vídeo que eu fiz para o IGTV do instagram tentando passar a energia desse lugar aqui


E eu sempre vou cheia de referências fotográficas dos lugares, de perfis do Instagram que mais admiro principalmente, isso facilita muito e ganhar tempo na correria dos tour vale ouro. Minhas maiores inspirações dessa viagem são da @aggie amo esse insta.



Espero que tenham gostado! É um destino incrível que vale muito à pena!



Mais destinos:




#jordania #petra #blogdeviagem #blogueiradeviagens #dicasdajordania #dicasdepetra

387 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page